Novo Google Pixel 2 e Google Pixel XL 2 — Sem segredos

O lançamento será no dia 31 de outubro.

O Pixel 2 e o Pixel 2 XL usam o processador da Qualcomm Snapdragon 835 com 4 GB de RAM e possuem memória interna de 64 GB ou 128 GB, dependendo da versão.

A tecnologia da tela frontal é uma das mais desenvolvidas do mercado, de AMOLED para o Pixel 2 e de poLED para o Pixel XL 2.

Esse tipo de aparelho se integra a assistentes pessoais (no caso do Google, à Google Assistant) para automatizar tarefas domésticas. A câmera é um dos destaques, com estabilização óptica de imagens e "modo retrato", similar ao do iPhone 8 Plus e do Galaxy Note 8.

O Home Mini tem formato de disco e linhas arredondadas, ao contrário da torre do Google Home original.

A grande diferença do Pixel 2 (fabricado pela HTC) para o Pixel 2 XL está, naturalmente, no tamanho de ecrã e no aspeto do equipamento, já que a versão mais pequena não tem um ecrã 'bezeless', para além de o ecrã ter apenas um tamanho de cinco polegadas. Os aparelhos, porém, não devem chegar ao Brasil, ficando restritos aos mercados norte-americano, europeu e asiático.

O Pixelbook também está conectado com o smartphone Pixel. A fabricação continua a cargo de empresas tercerizadas. Ele vai custar US$ 400 e será lançado em dezembro. É uma tentativa do Google de tentar controlar toda a cadeia de celulares (e não somente o desenvolvimento do sistema operacional), uma abordagem similar à da Apple, e ao mesmo tempo ficar menos dependente de parceiros como a Samsung, maior fabricante de celulares com o Android do Google.

Edition: