"Não podemos colocar a carroça à frente dos bois" — José Fonte

"Queremos encarar o jogo com a Suíça, mas antes temos que ganhar a Andorra", lembrou o jogador de 33 anos, acrescentado que acredita que Portugal vai garantir a qualificação direta para o Mundial2018. "Todos os jogos de Andorra em casa foram complicados para quem lá foi".

José Fonte afirmou hoje que a seleção portuguesa de futebol tem que "baixar ao nível" de Andorra para no sábado vencer o encontro da fase de qualificação para o Mundial2018 e mostrou-se contra a utilização de relvados sintéticos. O central esclarece, no entanto, que ninguém pensa em tirar o pé no desafio com os andorrenhos. Têm um campo artificial que torna o jogo mais difícil, pela agressividade que têm, por quererem ganhar o campeão europeu... "Temos mais qualidades do que eles, mas não vai ser fácil", disse. Isso é impossível. Temos é que ter a noção de não ver um amarelo estúpido.

"Estamos habituados a este tipo de pressão. Isso sim. É importante não reagir e ter atitudes que levem a um amarelo estúpido", referiu.

A seleção está focada no primeiro jogo, sem limitações, sabendo que é importante para depois defrontar a seleção helvética que lidera o grupo com mais três pontos do que Portugal: "A indicação é que é um jogo para ganhar". Para já temos uma meia-final e, para estar na final, temos de bater Andorra.

Dificuldades: Em relação à viagem, a Federação faz sempre um trabalho fantástico para nos dar condições. Para mim, o sintético é dos piores fatores que temos de enfrentar. Já jogámos nas Ilhas Faroé num sintético e estivemos muito bem.

Seja sempre o primeiro a saber.

Descarregue a nossa App gratuita.

Edition: