Defensor de Alckmin na Assembleia chama prefeito João Doria de "traidor"

Pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial divulgada neste fim de semana causou alívio no grupo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Antes, o governador foi recebido pelo presidente da República, Michel Temer. Além disso, sua equipe de marketing tem trabalhado incansavelmente nas redes sociais para divulgar seu nome.

A primeira notícia péssima foi que além de não subir nada, ele ainda perdeu 2% das intenções de voto. Ou seja, se objetivo era viajar pelo país para atrair votos, mesmo sendo criticado por deixar a prefeitura da maior cidade do Brasil, a estratégia deu errado e ele perdeu admiradores.

"Será que o prefeito João Doria, mudando de partido, vai tirar a pecha de traidor?", questionou Campos Machado, cuja fala foi pautada por reflexões sobre os significados de "traição", sempre com Doria no foco.

"Doria queria usar as pesquisas para consolidar sua candidatura no partido".

Edition: