Conselheiros da Oi apresentam plano de recuperação ao presidente Michel Temer

Representantes do Conselho de Administração da empresa telefônica Oi se reuniram com o presidente Michel Temer na tarde de ontem para tratar da recuperação da empresa. Falaram sobre uma saída para o pagamento de multas da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Segundo o ministro, até o dia 23 de outubro a Oi terá reuniões com a Anatel, "agora com a participação do alto escalão do governo".

"Nós saímos convencidos de que o presidente está absolutamente ciente agora de que estamos na reta final do processo de recuperação da empresa", disse Hélio Costa.

" A empresa não precisa de 1 real do governo". A AGU, Advocacia Geral da União já se posicionou de forma contrária a parte do primeiro plano apresentado pela empresa, em agosto, que transformava parte das multas aplicadas pela Agência em investimentos. "BNDES, Caixa e Banco do Brasil vão receber integralmente as suas dívidas e não faz sentido votarem contra [o plano de recuperação]", afirmou Costa. "Se não tiver [o plano], vamos pedir para o juiz para adiar por mais 15 dias", afirmou. O prazo estipulado pela Anatel é de 4 anos. "O entendimento que nós temos com os bancos oficiais é que dependendo do tempo que eles nos derem para pagar, nós podemos pagar até 100%".

A Oi entrou com 1 pedido de recuperação judicial em junho de 2016. À época, a dívida era de R$ 60 bilhões.

Edition: