Lançado aplicativo para realizar consultar benefício do PIS/Pasep

O Ministério do Trabalho, para facilitar a consulta sobre o benefício do PIS/Pasep, acaba de lançar um aplicativo para celular e tablet. O prazo para pagamento foi adiado até 28 de dezembro de 2017. De acordo com a Coordenação do Abono Salarial do MTb, 1,46 milhão de pessoas ainda não sacaram os recursos disponíveis que atingem o valor de R$ 1,018 bilhão. É um recurso que pode ajudar muito no sustento do dessas famílias e, por isso, é importante não deixar para a última hora.

O Imparcial te ensina como fazer a consulta. O valor que está esperando para ser sacado chega a R$ 1,018 bilhão. Tiveram direito ao abono salarial 24,26 milhões de trabalhadores, o equivalente a 93,98% do total previsto pelo governo.

A maior parte das pessoas que não fez o saque é do Estado São Paulo. Os pagamentos são realizados conforme o mês de nascimento do trabalhador e os valores variam de R$ 79 a R$ 937. São 445,95 mil trabalhadores identificados, que ainda não retiraram um total de R$ 305,53 milhões.

Vale ressaltar que este prazo prorrogado é referente aos saques do ano-base de 2015, uma vez que os de 2016 foram liberados em 27 de julho deste ano, e o prazo para saque será expirado em 29 de junho de 2018.

O app está disponível para o sistema operacional Android, e pode ser baixado na Playstore.

A decisão de ampliar o prazo para a retirada do Abono Salarial de 2015 foi anunciada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), no final de junho.

Os trabalhadores que tem direito ao Abono Salarial é quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou formalmente pelo menos 30 dias em 2015, com remuneração média de até dois salários mínimos, e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Os recursos do PIS, de trabalhadores da iniciativa privada, podem ser sacados na Caixa e os do Pasep, para funcionários públicos, no Banco do Brasil.

Edition: