Morre o cantor Charles Bradley aos 68 anos

O cantor norte-americano Charles Bradley, um dos grandes nomes do soul, morreu neste sábado (23), aos 68 anos.

No ano passado, Bradley tinha sido diagnosticado um cancro no estômago, que mais recentemente tinha alastrado para o fígado, o que levou ao cancelamento de vários concertos.

It is with a heavy heart that we announce the passing of Charles Bradley.Mr. Bradley was truly grateful for all the... O cantor teve um percurso de vida marcado pela pobreza e precariedade e a entrada oficial na música dá-se depois de ter sido descoberto pela editora Daptone Records, quando fazia uma actuação como "Black Velvet", imitando James Brown, uma das suas referências musicais. "Obrigado pelos pensamentos positivos e pelas orações durante este período difícil", escreveu a equipe do cantor. Quando voltar, voltarei forte, com o amor de Deus. O senhor Bradley era muito grato pelo carinho que estava recebendo de seus fãs, e esperava que sua mensagem de amor fosse lembrada e passada para as próximas gerações.

No começo do mês, Bradley cancelou todos os shows que faria este ano.

Nascido em Gainesville, na Flórida, Bradley teve uma infância pobre e trabalhou durante anos em bicos. "Com a vontade de Deus, volto logo", disse o cantor por meio de um comunicado na época.

Charles Bradley editou o primeiro álbum apenas aos 63 anos, quando em 2011 saiu No Time For Dreaming. Em 2012, ele foi o protagonista do documentário "Soul of America", exibido pela primeira vez no conceituado festival South by Southwest.

Edition: