Ryanair vai cancelar até 50 voos por dia nas próximas seis semanas

Tendo em conta que a companhia tem uma frota normalizada de Boeing B737 de 180 lugares, o cancelamento de 40 a 50 voos nas próximas seis semanas significará o cancelamento de 1.700 a 2.100 voos e a retirada do mercado de 302 mil a 378 mil lugares de avião, se bem que a Ryanair realce que apenas cancelará "menos de 2%" da sua operação. A decisão, que vai ter consequências para centenas de milhares de viagens, destina-se a melhorar a pontualidade dos voos, segundo o que diz a empresa.

Esta sexta-feira, a Ryanair começou a enviar e-mails aos primeiros passageiros afetados por esta medida, dando-lhes a hipótese de optar por um reembolso ou escolher outro voo.

A companhia disse ainda que não vai cobrar o montante de 40 euros habitual para quem normalmente precisa de alterar um voo.

A título de exemplo, um jornalista da agência Reuters que viu cancelado o seu voo de Dublin para Barcelona a 18 de Setembro, foi-lhe oferecido duas escolhas: um voo num dia anterior com sobretaxa de 250 euros e um voo a 19 de setembro com sobretaxa de 60 euros.

As greves no sector do controlo aéreo e os cancelamentos devido ao mau tempo foram algumas das causas apresentadas pela companhia aérea para o atraso dos voos.

O anúncio da transportadora está a gerar muitas críticas por parte dos passageiros nas redes sociais.

Edition: