Marcelo Rezende morre aos 65 anos

A morte do jornalista Marcelo Rezende, noticiada em primeira mão pelo Metrópoles neste sábado (16/9), causou comoção na internet. A RecordTV confirmou a informação às 19h14 em plantão e também por meio de nota oficial.

Consagrado como repórter policial, Marcelo Rezende tornou-se apresentador em maio de 1999, no relançamento do programa "Linha Direta", que reconstituía crimes não solucionados com a narração impactante do jornalista. O jornalista, que abandonou o tratamento com a medicina tradicional, chegou a ficar internado com pneumonia grave em um hospital na capital paulista, onde foi acompanhado por uma equipe médica.

Marcelo Rezende apresentava o programa Cidade Alerta, na TV Record (Foto: Divulgação).

Pai de Patrícia, Marcella, Ana Carolina, Valentina e Diego, Rezende foi diagnosticado em maio deste ano, e afastou-se da televisão para realizar tratamentos alternativos relacionados à alimentação. Foi apresentador do telejornal RedeTV!

Rezende deixa cinco filhos (quatro mulheres e um homem), cada um deles de um relacionamento anterior diferente. Sua trajetória foi sempre guiada pela coragem em tocar em feridas sociais.

Marcelo Luiz Rezende Fernandes nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951. A frase virou título do livro do jornalista, lançado em 2013, com os bastidores de suas principais reportagens investigativas. Na sexta (15), já havia sido informado que o jornalista apresentava quadro de falência múltipla de órgãos. Logo depois, em 1972, o repórter foi convidado para trabalhar como copidesque no jornal "O Globo", onde ficou sete anos. "News". Também passou pela Band, com o programa "Tribunal na TV", em 2010.

Jose Carlos Blat, promotor que atuou no caso da Favela Naval, foi um dos amigos que lamentaram a partida do apresentador. "Ele dizia 'não temos amigos, nem inimigos, trabalhamos para o interesse público, o interesse da comunidade'".

Nessa nova fase do Cidade Alerta, a carreira do Marcelo também foi marcada pela inusitada interação com a equipe de jornalistas espalhada pelo Brasil.

Edition: