Governo sublinha reconhecimento do "sucesso da mudança estrutural" pelo FMI

"A recuperação cíclica ganhou dinâmica em 2017, com uma recuperação das exportações e do investimento coincidentes com a continuação do crescimento do consumo privado", explica o relatório, que destaca o papel do turismo como "motor chave" do crescimento, embora sublinhe que há também uma "recuperação alargada das exportações de bens nos últimos trimestres, apoiada numa recuperação da Zona Euro".

Mas há também recomendações e avisos.

No caso do número de funcionários, o FMI assinala que a regra de limitação das entradas é agora menos ambiciosa do que em anos anteriores e diz que um ajustamento só é possível caso se realizem reformas estruturais na Administração Pública, que tragam racionalizações ao funcionamento dos serviços. O Fundo Monetário insiste na consolidação orçamental, chamando a atenção para a necessidade de contenção da despesa com salários dos funcionários públicos.

No documento, a instituição liderada por Christine Lagarde, recomenda para o próximo ano "um ajustamento estrutural primário de 0,5% do PIB [cerca de 950 milhões de euros], em linha com os compromissos de Portugal no âmbito do Pacto de Estabilidade e Crescimento".

O executivo destaca que o FMI prevê 2,5 por cento de crescimento, o que representa "uma revisão em alta, partindo dos 1,3% previstos no último relatório de fevereiro".

Em reacção à avaliação do FMI, o Governo considera que "representa uma evolução positiva da análise" ao desempenho da economia portuguesa e reconhece o "sucesso da mudança estrutural" implementada.

"O FMI salienta os avanços registados por Portugal ao longo do último ano. Para 2018 a previsão foi agora revista para 2%, sendo anteriormente de 1,2%", lê-se numa nota do executivo de António Costa.

No relatório divulgado esta sexta-feira ao abrigo do artigo IV, numa altura em que o Governo está a preparar a proposta de Orçamento de Estado para 2018 (OE2018), o FMI afirma que "as condições favoráveis do ciclo económico providenciam uma oportunidade auspiciosa para uma consolidação estrutural".

Edition: