Chega ao Supremo a delação da empreiteira OAS

Foi apresentada na sexta-feira (15) ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma colaboração premiada realizada por oito executivos da empreiteira OAS, onde o seu conteúdo afetaria diretamente os ex-presidentes Lula (PT) e Dilma (PT), assim como o atual presidente da república Michel Temer (PMDB).

Cabe ao ministro da Lava Jato no Supremo, Edson Fachin, decidir se vai homologar ou não a colaboração.

A delação premiada da OAS chega ao mesmo tempo que uma nova denúncia contra Temer vem à tona. Joesley Batista, do grupo J&F, Eliseu Padilha, ministro-chefe da Casa Civil, e o ministro Moreira Franco estão entre elas.

O presidente da empreiteira, José Adelmário Pinheiro Filho, conhecido também como Léo Pinheiro não está entre os colaboradores do acordo premiado.

Segundo o jornal " O Globo ", a delação de Pinheiro deverá ser comprometedora, especialmente para Lula.

As provas apresentadas pelos delatores incluem documentos e gravações. Ex-auxiliares de Serra também teriam recebido dinheiro indevido em seu governo, em São Paulo, por conta de obras do trecho sul do Rodoanel.

Edition: