Boavista derrota Benfica em casa

A equipa de Rui Vitória surgiu com o jovem central Rúben Dias no eixo defensivo, em vez de Lisandro Lopez, ausente com febre, segundo justificou o clube 'encarnado'. -, com o Benfica a ter muito que comprovar numa sempre complicada deslocação ao Estádio do Bessa, na qual até nem poderia desejar melhor entrada ao ter conseguido ter bola e, mais importante, ter conseguido marcar ainda durante a primeira dezena de minutos.

Júlio César e Bruno Varela. O guardião do Benfica deu um 'frango' na abordagem ao lance do segundo golo do Boavista.

Mas foi com as armas habituais, muito coração e grande aposta nos duelos individuais, que o Boavista pôs a nu os problemas defensivos do Benfica e até empatou, aos 55 minutos. Jonas abriu o marcador para o Benfica logo aos 7 minutos, mas os golos de Renato Santos e Fábio Espinho no segundo tempo garantiram a vitória ao Boavista, que estreou Jorge Simão como novo treinador. Foi o sétimo golo de Jonas esta temporada. Num lançamento lateral de Edu Machado, e depois de alguma confusão na área, Jonas não conseguiu aliviar e a bola sobrou para Renato Santos, que rematou cruzado e colocado, fora do alcance de Varela. O sentimento de receio transformar-se-ia, porém, numa espécie de ataque de pânico quando Fábio Espinho tentou a sorte num livre directo transformado no maior pesadelo de Bruno Varela: o guarda-redes tentou defender com os punhos, mas a bola ressaltou e acabou no fundo das redes.

Edition: