Alckmin se exalta e diz que deputado "devia ter vergonha" de salário

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), se exaltou durante uma discussão com o deputado federal Major Olímpio (SD-SP) e afirmou que o parlamentar "devia ter vergonha" do próprio salário.

Durante o discurso de Alckmin, o deputado usou um microfone e uma caixa de som para reivindicar um aumento salarial para policiais civis e militares. Olímpio gritava frases de efeito, como "Cadê o salário da polícia?".

O governador do estado de São Paulo, #Geraldo Alckmin, surpreendeu a todos os presentes em um evento na manhã desde último sábado, 16 de setembro. Com a intervenção do parlamentar, Alckmin reagiu.

Quem aqui ganha R$ 50 mil do povo de São Paulo? Ao notar que estava sendo criticado, o tucano Alckmin revidou aos gritos, surpreendendo até mesmo seus colegas que estavam ao seu lado. É ele (deputado Olímpio) que está gritando, ele ganha R$ 50 000 mil. Ele deveria ter vergonha, vergonha de vir aqui. Tenha vergonha, deputado! Não pode olhar no rosto dos brasileiros de São Paulo.

A interlocutores, o governador alertou que essa sua viagem não se trata de uma caravana como a feita recentemente pelo ex-presidente Lula (PT), que considera "ultrapassada", por incluir discurso e claque. Depois da confusão, o tucano tentou aparentar calma, pousou para fotos e conversou com a imprensa sem tocar no assunto. Sobre o discurso de Alckmin, Olímpio disse ter ficado "surpreso" com o tom do tucano ao microfone. Ele recebe R$ 21 mil como major aposentado da Polícia Militar e R$ 33 mil do salário de deputado federal, totalizando R$ 54 mil de salário bruto (sem desconto de contribuições obrigatórias, como impostos).

Entretanto, se considerados os salários líquidos, Major Olímpio recebe em torno de R$ 40 mil. "Alckmin mostrou o desespero dele, é falta de argumento me chamar de marajá".

Edition: