STF vai julgar prisão de Aécio

Marco Aurélio Mello adiou para 26 de setembro o julgamento do pedido de prisão de Aécio Neves, acusado de receber R$ 2 milhões da JBS.

Nas duas vezes anteriores, Aécio saiu-se vitorioso. A tendência agora é que se repita o resultado.

"Ao insistir pela terceira vez em um injustificado e inconstitucional pedido de prisão já negado pelos Ministros Edson Fachin e Marco Aurélio, o Procurador Geral da República, como já afirmou o Ministro Marco Aurélio, ignora princípios elementares de um Estado Democrático, como a tripartição dos Poderes". Janot pretende anular a decisão do ministro Marco Aurélio, que havia negado a prisão do tucano, além de ter lhe devolvido às atividades no Senado.

A defesa de Aécio ainda quer levar o pedido ao plenário do STF.

Edition: