Coreia do Norte ignora sanções da ONU e lança novo míssil

A Rússia condenou com "veemência" o lançamento do míssil, nas palavras do porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

De acordo com o Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte, as sanções são "maléficas", constituindo uma violação de seu direito legítimo de autodefesa e que têm como objetivo "sufocar completamente o seu Estado e sua população através de um bloqueio econômico de escala total". Segundo análises preliminares, o míssil sobrevoou uma distância de 3.700 quilômetros e atingiu a altitude máxima de 770 quilômetros.

Este é o "voo mais longo de seus mísseis balísticos", comentou no Twitter Joseph Demsey, do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (IISS) com sede no Reino Unido.

O míssil voou por cerca de 20 minutos até cair no Oceano Pacífico às 7hs16, cerca de 2 mil quilômetros ao leste de Hokkaido, informou a emissora NHK, citando funcionários do governo japonês. "É um alcance que permite atingir Guam", disse Onodera sobre a base militar no Pacífico que fica a 3.400 km da Coreia do Norte.

Na manhã desta sexta-feira, todos os canais de televisão japoneses exibiam a mensagem de advertência de que um míssil balístico de médio alcance sobrevoava parte do território japonês."Fujam para um prédio ou um subsolo", avisavam os alertas enviados por um sistema de mensagens de emergência para os utilizadores nas regiões ameaçadas, enquanto soavam as sirenes do J-Alert.

Funcionários sul-coreanos disseram recentemente que os relatórios de inteligência indicaram que os norte-coreanos planejavam testar um míssil balístico intercontinental.

"O Japão nunca tolerará os perigosos atos de provocação da Coreia do Norte que ameaçam a paz no mundo", afirmou o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Segundo se soube pouco depois, o míssil foi lançado em direcção ao Japão e terá saído da zona de Sunan, na capital do país.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse que dialogar com o Norte se tornou impossível.

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Edition: