Renault garante Sainz e desencadeia um complexo efeito dominó

A separação entre McLaren de Honda, que tinham acordo por mais sete temporadas, teria ocorrido ainda na última terça-feira, permitindo que as demais peças do quebra-cabeça se encaixassem.

A 'Silly Season' - ou o período louco das transferências - da Fórmula 1 já está a agitar o 'paddock', sendo que a mudança de Carlos Sainz Jr para a Renaut é a mais recente novidade. Isso manchou a histórica parceria entre o time e a montadora, que rendeu quatro títulos mundiais entre 1988 e 1991.

A McLaren vai contar com os motores Renault a partir da próxima temporada em acordo que será anunciado durante o final de semana do GP de Cingapura, de acordo com a publicação alemã Auto Motor und Sport. O contrato também já foi assinado. Resta saber se esta alteração será suficiente para convencer Fernando Alonso a ficar na McLaren - num contexto em que não há opções de topo para o veterano espanhol. Carlos Sainz sai da Toro Rosso e vai para a Renault de onde sai Jolyon Palmer.

Edition: