Bovespa bate máxima histórica durante o pregão, com alívio em cena política

O Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, a B3, fechou nesta segunda-feira (11) no maior patamar de sua história, acima dos 74 mil pontos, batendo recorde anterior de 2008.

O maior número já atingido era de 73.516 pontos, marcados em 20 de maio de 2008. Com esse desempenho, a bolsa fechou em alta de 1,70%. A reviravolta financeira foi de 2.5 bilhões de reais. Apesar da queda na sessão, o Ibovespa emplacou a sétima semana seguida de alta.

O exterior também favoreceu o tom positivo, com a redução das preocupações com as tensões geopolíticas após a Coreia do Norte não conduzir novos testes nucleares e com alívio após o enfraquecimento da tempestade Irma.

"Dependendo de como o governo encaminhar as reformas por aqui.se vai sair alguma coisa minimamente positiva, pode ser até um pouco acima disso", disse o economista.

Petrobras PN avançou 1,9% e Petrobras ON ganhou 2,17%, tendo no radar os desinvestimentos da empresa após a petroleira iniciar processo para venda de ativos de fertilizantes e também ganhando respaldo do cenário político local mais favorável.

As principais valorizações foram registradas nos papéis da Eletrobras, com as ações ordinárias subindo 7,06% e as preferenciais, 5,97%.

- A VALE ON cresceu 1,33 por cento, com contratos de futuros de minério de ferro na China, mostrando recuperação na negociação noturnas no mercado asiático, depois de quedas anteriormente.

Já no mercado cambial, o dólar estava em alta de 0,13% aos R$3,097 para a compra e R$3,098 para a venda. Também no fundo havia uma autorização de prisão dos executivos da J & F.

Edition: