MPF investiga suposto massacre de índios isolados no Amazonas

Adelson Kora Kanamari, lider da tribo Warikama Djapar, habitante do território indígena de Vale do Javari, no extremo oeste do Estado do Amazonas, no Brasil denuncia: "Entre 18 e 21 indígenas" terão sido assassinados no passado mês de agosto, mulheres e crianças incluídas.

"Caso tais relatos sejam confirmados, o presidente (Michel) Temer e seu governo possuem uma grande responsabilidade por este ataque genocida", aponta o texto, que critica, além disso, os cortes no orçamento da Fundação Nacional do Índio (Funai).

"Servidores da Funai fizeram o primeiro levantamento e entenderam ser necessário apresentar a denúncia", explicou a Funai, em nota.

O MPF informou que não divulgará nomes no momento para não comprometer as investigações mas já existem garimpeiros detidos para prestar depoimento sobre o caso.

Os supostos alvos do ataque habitam a região do Rio Jandiatuba, na Terra Indígena Vale do Javari, próxima à fronteira com o Peru, a cerca de mil quilômetros de Manaus. Quatro delas foram destruídas e uma foi apreendida. As execuções foram promovidas por garimpeiros ilegais que agem na região.

Há alguns dias, uma operação para coibir a atividade de garimpeiros foi realizada pelo MPF-AM e outros órgãos na região do Rio Jandiatuba, nas proximidades da fronteira com a Colômbia.

O MPF afirmou ainda que "investiga o garimpo ilegal no rio Jandiatuba e que a instituição vem recebendo denúncias da Funai e dos próprios moradores, por conta da violência que o garimpo gera, da prostituição infantil, das ameaças e até de homicídios". Hoje (11) o vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado, Paulo Paim (PT), relatou o caso e cobrou providências. A Amazónia encontra-se em profunda mudança, com pressões sobre aquela área.

O MPF informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que há uma dificuldade em apurar as informações graças ao caráter isolado das tribos e que não há confirmação de que houve um crime ou, caso ele seja confirmado, quantas pessoas teriam sido vítimas.

Edition: