Hernanes: 'Rodrigo Caio falou, Cueva rebateu e empatou'

O empate com a Ponte Preta em 2 a 2 no Morumbi, já havia sido desastroso para o São Paulo diante da intenção de deixar a zona da degola e após a partida o clima parece não ter sido dos melhores. O primeiro disse que os jogadores estavam dando apoio ao peruano para que ele melhorasse, mas que dependia do próprio meio-campista se ajudar para melhorar.

Artilheiro do São Paulo no Campeonato Brasileiro, Hernanes marcou de falta contra a Ponte Preta para chegar a sete gols na Série A, mas não evitou o empate em 2 a 2 na 23ª rodada.

Muller foi adiante e disse que na sua época era diferente e que com essa atitude Cueva está pedindo para sair do São Paulo: "O Rodrigo Caio foi até bonzinho, porque na minha época já pegava na garganta, já dava um pau lá no vestiário, porque um jogador que não quer jogar, não quer nada com nada, ele tem que ser tratado de uma outra maneira..." A situação irrita a todos.

"Chama o Rodrigo Caio", disse o meia, que começou no banco e atuou apenas nos instantes finais neste sábado, depois de ter se destacado com a seleção do Peru nas eliminatórias sul-americanas.

Cueva fez referência ao que falou Rodrigo Caio na última quinta-feira, quando cobrou o companheiro de equipe nesse momento mais delicado da temporada. Foi uma coisa normal. A exposição dos veículos de comunicação não deveria ser feita. "Não é nada demais", ponderou o camisa 15. A partir do pênalti, você viu uma mudança do jogo.

"Tenho uma missão no São Paulo".

"A equipe mostrou mais uma vez um sintoma de evolução, mas, como todo crescimento, sem tropeços e quedas". Não tem problema nenhum isso. Estou fazendo tudo com muita tranquilidade e serenidade, para ajudar e dar a minha contribuição - disse. Não criamos tantas chances, mas via este crescimento. Chegaram muitos jogadores e é normal este processo. O próximo duelo é contra o Vitória, domingo (17), às 16h, no Barradão.

Edition: