Furacão Irma 'vai devastar os EUA — Especialista

O fenômeno está classificado atualmente na categoria 4, numa escala que vai até 5.

O assalto do furacão Irma à Florida já começou. Mesmo habituados aos furacões, os moradores da Flórida estavam assustados, ainda mais com os avisos terríveis vindos de todas as direções. Já ontem, duas pessoas morreram devido à passagem do furacão 'Katia' pelo país.

Mortes que elevam para pelo menos 14 o número de vítimas mortais provocadas pela tempestade mais forte que alguma vez atingiu o Norte das Caraíbas e uma das mais fortes de sempre na bacia do Atlântico.

A região da Flórida Keys pode enfrentar piores condições.

Cerca de 72 mil pessoas estarão alojadas nos 390 abrigos espalhados pelo estado da Florida.

O furacão Irma chegou à Flórida, nos Estados Unidos, neste domingo (10). No entanto, houve uma mudança de rota e o fenômeno deve atingir mais fortemente a costa oeste. As ruas estão totalmente vazias. Já há registros de inundação e árvores caídas na cidade. O Estado também deve ser atingido por pequenos tornados. No entanto, o centro de furacões norte-americano estima que continuará a perder força nos próximos dias.

Repórter luta contra o furacão Irma em Key West na Flórida
Repórter luta contra o furacão Irma em Key West na Flórida

O chefe da FEMA acrescentou ainda que além da Florida, a "totalidade do sudeste dos Estados Unidos deve estar atenta", especialmente na Geórgia, Carolina do Norte e Carolina do Sul. Na área de Orlando, os parques Walt Disney World, Universal Studios e Sea World também fecharam suas portas até segunda-feira (11).

Além dos ventos fortes, as chuvas torrenciais podem deixar uma acumulação de água até 635 milímetros nas Keys e até 508 no sul da península.

O Irma, que provocou uma das maiores evacuações na história dos Estados Unidos, deve causar bilhões de dólares em danos ao terceiro Estado mais populoso dos EUA, um importante centro turístico com uma economia que responde por cerca de 5 por cento do Produto Interno Bruto dos EUA.

Na região do Caribe, ao menos 20 mortes foram confirmadas e centenas de pessoas ficaram feridas.

- Estão por sua conta até que possamos chegar ali e seja seguro para as nossas equipes apoiar os esforços locais e estaduais - disse o diretor da Fema, Brock Long, à "CNN".

A água do mar, que atingiu o simbólico Malecón, avançou 250 metros na capital. Ao menos 1,5 milhão de pessoas foram evacuadas na ilha.

Edition: