Brasil cai em ranking global de universidades; veja as melhores

A Universidade do Algarve entra pela primeira vez no ranking mundial das universidades e ocupa o 6.º lugar entre as nove universidades portuguesas que estão incluídas na lista, entre as posições 601-800. A Uerj ficou empatada com outras 10 universidades brasileiras.

Esta é a 14ª edição anual do World University Rankings, como o ranking do THE é oficialmente denominado.

Neste ano, o ranking avaliou no total 1102 instituições, sendo 212 a mais que no ano passado. "O investimento contínuo, pela meritocracia, é o que garante esta posição de destaque nacional e internacional", afirma o pró-reitor para Assuntos de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPE, Ernani Carvalho. Entre as instituições brasileiras, a Unicamp é a segunda colocada, tendo somente a USP à sua frente, que está no grupo 251-300.

Segundo Baty, os resultados refletem a crescente pressão que as universidades do País sofrem durante a crise econômica e a crescente concorrência global no setor.

A representar Portugal no ranking estão também a Universidade de Aveiro, a Universidade de Coimbra, a Universidade de Lisboa, a Universidade de Lisboa e a Universidade do Porto, todas entre as posições 501-600. Phil Baty, diretor editorial do THE, considerou "decepcionante que a participação do Brasil entre as principais universidades globais tenha diminuído, particularmente devido à expansão da tabela de rankings deste ano". A avaliação do THE utiliza informações como número de citações em pesquisa, o nível de internacionalização, o grau de titulação dos professores e a transferência de conhecimento para a sociedade, entre outros aspectos.

Edition: