Tite aprova postura da seleção no empate com a Colômbia

Em pouco tempo, a presença do animal chamou a atenção dos internautas que assistiam à transmissão.

Faltava para o Brasil, como já tinha acontecido na partida contra o Equador, mais jogadas pelos lados do campo, com os nossos laterais pouco aparecendo no campo de ataque. "O futebol respira", escreveu um perfil no Twitter.

Em casa, bafejado por um calor absurdo em Barranquilla, colombianos agrediram sem muita convicção. Falcao García se adiantou a Thiago Silva e cabeceou com classe para balançar as redes. Apesar de ser caçado em campo, recebendo entradas duras, o camisa 10 era o mais acionado e ia para cima dos marcadores, principalmente pelo lado esquerdo, mas acabava desperdiçando as chances, tanto em chutes diretos, quanto em passes para Firmino, que primeiro parou em Ospina e depois não alcançou a bola.

Brasil e Colômbia se enfrentam nesta terça, às 17h30, em Barranquilla.

A seleção brasileira tropeçou pela primeira vez em um jogo oficial sob o comando de Tite.

O Brasil com o resultado só poderá alcançar o recorde da Argentina nas eliminatórias, de 43 pontos. Apesar do momento intenso, as equipes tiveram dificuldades para chegar com perigo até o gol adversário, com os colombianos apostando nas finalizações de média e longa distância. Fernandinho e Roberto Firmino foram alçados ao posto de titulares, enquanto Casemiro e Gabriel Jesus, serão opções no banco de reservas. James Rodríguez e Falcao García criaram as oportunidades mais promissoras pela equipe de José Pekerman. E ao Brasil apenas o primeiro jogo sob as ordens de Tite, em dez disputados, sem vitória. Com o seu crescimento, a Seleção passa a ter um jogador que será muito importante neste caminhar para a Copa do Mundo. Colômbia e Brasil empataram numa partida equilibrada, aberta, emocionante e com mais de um protagonista.

A seleção brasileira agora tem 37 pontos e termina sua participação nas Eliminatórias contra Bolívia, fora de casa, e Chile, no Brasil.

Ainda antes do intervalo saiu o primeiro gol brasileiro. "Reclamei de forma injusta de um lance e outra de forma justa, a meu ver, mas para o tamanho deste jogo, o trio de arbitragem foi muito bem", acrescentou.

Ex-capitão de Tite, Fernandinho é quem tem a situação mais favorável, uma vez que seu principal concorrente, Walace, do Hamburgo, só foi chamado quatro vezes e aparece com poucas chances.

Colômbia: Ospina, Arias, Zapata, Davinson Sánchez e Fabra (Tesillo); Carlos Sánchez, Aguilar, Cuadrado (Chará), Cardona (Téo Gutiérrez) e James Rodriguez; Falcao García.

Edition: