CEO da The Pokemon Company pensou que a Switch seria um falhanço

De acordo com o Bloomberg, Ishihara expicou: "Eu falei para a Nintendo que o Switch não seria um sucesso antes de começar a ser vendido, porque eu pensei que, na era dos smartphones, ninguém iria andar com um console portátil". Eu estava obviamente errado.

O executivo afirma que aprendeu com esta experiência, mas que ainda assim não é bom esperar demais do console.

Porém, ele completou que o motivo do sucesso do console foi por conta de bons games, e não do hardware do aparelho: "Eu percebi que a chave para um game de sucesso é bem simples - software com qualidade leva a vendas do hardware". "Neste momento, é popular entre os early adopters, mas é preciso mais um passo para atrair uma audiência mais abrangente".

Atualmente, a Pokémon Company está trabalhando com o estúdio Game Freak no desenvolvimento de um novo jogo da franquia para o Switch, que marcará a primeira vez que a série principal aparecerá em um console de mesa.

"Até agora, os jogos foram feitos como um para uma pessoa, mas agora podes ir para casa e jogar com toda a gente - por isso, como é que abordamos esses temas, e como nos certificamos que não é complicado?"
"Vejo mais potencial na Switch, mas não se deve sobre-estimar o seu potencial".

Aliás, Ishihara estava inicialmente bastante céptico sobre a Switch, especialmente com a prevalência dos smartphones na sociedade moderna.

Ele afirma que a plataforma permitirá que a franquia evolua em diversos aspectos.

Com o Switch, vemos uma chance de criar um Pokémon que seja mais profundo e com um nível maior de expressão. "Como resultado disso, temos uma plataforma muito importante (.) Agora, nós estamos usando cerca de 17 e 20 centímetros de tela, mas em uma televisão de alta definição, você pode expressar um mundo inteiramente novo com gráficos e sons".

O Pokémon para Switch está previsto para ser lançado em 2018 "ou depois", segundo listagem oficial da Nintendo.

Edition: