Com foco em IA, processador Kirin 970 é anunciado oficialmente pela Huawei

A Huawei anunciou durante a IFA 2017 o seu novo processador, o Kirin 970. A marca quer, assim, alterar a forma como interagimos com os nossos dispositivos. O On-Device AI oferece mais compreensão, assistência e serviços personalizados graças aos seus sensores que produzem uma grande quantidade de dados em tempo real, contextualizados e personalizados. O componente conta com a tecnologia NPU (unidade de processamento neural) e tem foco em inteligência artificial.

O novo Kirin 970 é desenvolvido em 10nm, o mais recente, sendo que possuí oito núcleos de processamento, quatro Cortez A73 a 2,4GHz e quatro Cortex A53 a 1,8GHz, sendo que incorpora a GPU Mali-G72, com 12 núcleos, e que promete uma qualidade gráfica muito superior às anteriores versões. Em testes de laboratório, o chip conseguiu processar até duas mil imagens por minuto, tornando-o mais rápido do que outros chips do mercado.

"À medida que olhamos para o futuro dos smartphones, constatamos que estamos no limiar de uma nova e excitante Era", indicou Richard Yu, CEO da Huawei Consumer Business Group. O objetivo final é proporcionar uma experiência ao utilizador significativamente melhor.

Para podermos presenciar toda a potência deste processador num produto, teremos de esperar um pouco mais de um mês, já que será no próximo dia 16 de outubro que a Huawei irá apresentar o novo Huawei Mate 10, o primeiro produto da fabricante chinesa que terá o novo processador Kirin 970.

Este dispositivo também terá uma velocidade de download LTE Cat18, que é uma característica do Kirin 970. Assim, programadores e parceiros podem encontrar novos e inovadoras utilizações para as capacidades de processamento do chipset.

Edition: