IGP-M tem alta de 0,10% em agosto, após 4 quedas seguidas

O Índice Geral de Preço-Mercado (IGP-M), conhecido também como 'inflação do aluguel', voltou a subir em agosto, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O resultado ficou dentro do intervalo de expectativas do especialistas, que variava de zero a elevação de 0,19%, mas superou a mediana, que era positiva em 0,08%. No ano, a deflação é de 2,56%.

Em julho, o indicador havia recuado 0,72%. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados de 21 do mês anterior a 20 do mês de referência.

Segundo o instituto, a variação acumulada em 2017, até agosto, foi de queda de 2,56%.

Em agosto, a alta não foi concentrada em apenas um item, como o minério de ferro, que teria, pelo seu peso, força para acelerar sozinho o índice, segundo Braz. O que ocorreu de fato é que alguns produtos agropecuários no atacado, que têm forte relação com os preços cobrados às famílias, já começaram a subir, como café, laranja, aves e batata.

Por estágios de produção, as Matérias-Primas Brutas também registraram alta, de 1,04%, este mês após declinar 1,37% em julho. Já os preços industriais mensurados pelo IPA Industrial registraram inflação nessa leitura, de 0,48%, após caírem 0,66% em julho. Os preços dos Bens Intermediários ainda cederam 0,08%, mas menos que em julho (-0,76%). Em 12 meses até agosto, o IPA acumula retração de 4,41% e tem deflação de 5,23% no ano. Em julho, os dados da FGV mostraram que o índice recuou 0,72%.

Edition: