Sem criatividade, Palmeiras perde para Chapecoense em casa

Aos 38 minutos, Reinaldo cobrou falta e mandou a bola para área.

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP) Data/Hora: 20 de agosto de 2017 (domingo), às 19h Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti (ambos do ES) Onde acompanhar: Premiere e tempo real do LANCE!

Em quarto lugar com 33 pontos, o Verdão tem a chance de tomar a terceira posição do Peixe, que mais cedo joga contra o Coritiba na capital paranaense. Apesar da posse de bola, o time não teve o controle do jogo.

O resultado levou a Chape aos 25 pontos, tirou o time da zona de rebaixamento e devolveu o São Paulo à degola. O domínio do Palmeiras era estéril. Já a Chapecoense enfrenta o Corinthians daqui a três dias, em jogo adiado da 20ª rodada - o duelo será disputado na Arena Condá.

Aos 44 minutos o Palmeiras começou a fazer uma pressão, com bolas alçadas na área, mas desperdiçou as chances. Róger Guedes, Keno (ou Willian) e Deyverson serão os homens de ataque.

Mesmo com uma nova formação e dois meias - Guerra e Moisés, o Palmeiras teve dificuldades em toda primeira etapa para chegar ao campo de defesa do adversário. Em uma situação de perigo, Michel Bastos levantou na área, Jandrei não achou nada e Deyverson cabeceou para dentro na segunda trave, mas ninguém conseguiu completar.

O primeiro gol da equipe catarinense veio ao 38 minutos do primeiro tempo. Logo aos oito minutos, o atacante teve a oportunidade após falha de Keno, mas acabou mandando para fora. Logo no começo da etapa complementar, Willian desceu pela direita e cruzou.

Assim, o provável time escalado por Cuca deverá ter Fernando Prass no gol, a defesa será formada por Jean, Edu Dracena, Luan e Michel Bastos.

O jogo continuou no mesmo ritmo, com a bola nos pés dos Palmeiras e os catarinenses buscando o contra-ataque.

A Chapecoense, satisfeita com a vitória pelo placar mínimo, procurou jogar sem se expor e valorizou cada bola parada durante o segundo tempo.

Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro e Luiz Antônio; Seijas, Arthur e Túlio de Melo.

O time catarinense ainda encontrou tempo para marcar o segundo nos acréscimos, quando Túlio de Melo recebeu livre e fuzilou o goleiro Fernando Prass.

Edition: