Brad Pitt e Angelina Jolie são condenados a indenização milionária na França

Os atores foram condenados a pagar uma indenização no valor de US$660 mil, o equivalente a mais de R$2 milhões, a uma decoradora contratada por eles para reformar a mansão que dividiam na França.

O ex-casal contratou Odile Soudant para fazer parte da remodelação do edifício, que arrecadaram por 45 milhões de euros.

A decisão da justiça foi tomada no dia 19 de abril, no entanto foi revelada somente nesta quinta-feira (17).

Em entrevista ao "Libération", Odile Soudant, que trabalhou com o célebre arquiteto Jean Nouvel, alega que Brad Pitt "quebrou sua empresa" e "se apropriou" de seu trabalho. De acordo com o jornal, a empresa de Luxemburgo culpou Odile e então que o ator deu ordens para suspender os pagamentos à empresa da francesa, cuja faturamento dependia em quase 70% das obras na mansão.

Numa troca de "emails" entre o ator e a artista francesa, Soudant revela que pediu a Pitt para que este regularizasse parte das dívidas amontoadas. No entanto, um dos espaços da residência do ex-casal já foi utilizado para uma campanha publicitária para uma marca de perfume francesa.

Edition: