Fogo no concelho da Mealhada em fase de resolução — Incêndios

Por causa da vaga imparável de incêndios o Governo português decidiu ativar o mecanismo europeu de proteção civil.

"Registámos desde zero horas de hoje um total de 200 ocorrências de incêndios florestais", adiantou a porta-voz da Proteção Civil, dando conta de que, só entre as 15h e as 16h, houve registo de 25 novos fogos, entre as 16h e as 17h outros 25, e entre as 17h e as 18h, mais 23 fogos florestais, num fim de semana em que as temperaturas máximas chegaram em vários distritos perto dos 40 graus.

No segundo "briefing" do dia da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), a adjunta nacional de operações, Patrícia Gaspar, explicou que a tarde de sábado está a dar "muito trabalho" e que às 18h30 foi ativado o Plano de Emergência Distrital de Coimbra, onde também foram ativados os planos municipais de emergência de Miranda do Corvo, Cantanhede e Coimbra.

Uma quinta que acolhe eventos, na localidade de Lamarosa, concelho de Coimbra, foi evacuada "por uma questão de precaução", tendo sido retiradas cerca de 250 pessoas que estavam numa festa de casamento, disse à agência Lusa Patrícia Gaspar. Patrícia Gaspar falava nos incêndios da Mealhada, de Cantanhede, o de Alvaiázere e de Ferreira do Zêzere.

Já o fogo que "está muito activo" no concelho da Mealhada, no distrito de Aveiro, provocou três vítimas civis e um bombeiro, todos feridos ligeiros.

Edition: