Ajuda de Bruxelas já está no terreno — Incêndios

Ou seja, ao início da noite persistem 18 incêndios descontrolados. Ao todo estão nestes incêndios mais de 1400 operacionais apoiados por 17 meios aereos.

Quase 600 militares e 116 viaturas estão no terreno a ajudar no combate aos incêndios, em missões de apoio à Proteção Civil, Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e diversos municípios.

As situações mais problemáticas localizam-se em Coimbra, Tomar, Santo Tirso, Cinfães, Ferreira do Zêzere, Alvaiázere, Cantanhede e Mealhada.

"Estas patrulhas exercem ações de vigilância em dez áreas de patrulhamento nos distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, Leiria, Lisboa, Porto, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu". A situação em Coimbra, Miranda do Corvo e Cantanhede foi mesmo considerada grave e com potencial de catástrofe, o que obrigou à activação dos planos de emergência de protecção civil, que define o modo de actuação dos vários organismos, serviços e estruturas a empenhar em operações de protecção.

Portugal acionou na noite deste sábado o Mecanismo Europeu de Proteção Civil, disse à Lusa a ministra da Administração Interna, que espera apoios de outros países já a partir de domingo para ajudar no combate aos incêndios. Fonte do Ministério da Administração Interna afirmou que a governante "chegou cerca das 19h30" à sede da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) e que está "reunida na sala de situação" com o presidente da ANPC, Joaquim Leitão, e com o comandante nacional operacional da Proteção Civil, Rui Esteves.

Edition: