Em menos de 24 horas, mais três policiais morrem no Rio

Mais um policial militar foi baleado nesta sexta-feira (11). A vítima mais recente foi a cabo Elisângela Bessa Cordeiro, 41. A policial militar foi morta na madrugada ao reagir a um assalto na avenida Martin Luther King, em Coelho Neto, na zona norte da cidade. De acordo com a PM, Samir da Silva Oliveira, de 37 anos, estava perseguindo um veículo suspeito e foi atingido no rosto durante a abordagem.

Ele chegou a ser levado ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda na noite de sexta, equipes do Méier Presente prenderam Hélio Alves de Souza, de 29 anos, na Rua Maria Calmon. Em outro ponto, policiais da UPP Lins monitoraram e conseguiram abordar Lizien Francisco da Silva Alves, de 32 anos, e Jamerson Gonçalves de Andrade, de 30 anos, em uma motocicleta.

Já são 97 policiais mortos no estado, somente este ano. Com os dois, os agentes apreenderam uma réplica de metralhadora.

O suspeito foi preso com uma pistola enquanto tentava se esconder um uma casa, sendo que ele é apontado pela Polícia Militar do Rio de Janeiro como um dos responsáveis, ou seja, chefe de uma das quadrilhas de rouba carga, além de controlar a comunidade de Cachoeira Grande, no Lins.

A terceira morte foi a de um policial civil da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

O serviço Disque-Denúncia está oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil para quem oferecer informações que levem à identificação e prisão dos envolvidos na morte do agente.

Edition: