Coimbra. Activado Plano Municipal de Emergência

Caso da Quinta da Lamarosa, em Cantanhede, já evacuada "sem incidentes a registar", ou de um lar de idosos além de "alguns habitantes" da aldeia de Barcouço, na Mealhada.

O incêndio de Ferreira do Zêzere, distrito de Santarém, que tinha sido dado como dominado, também reativou durante a tarde. "Está medonho", disse à agência Lusa o presidente do município, Jacinto Lopes, referindo que "há casas em risco".

Ativado Plano de Emergência Municipal em CoimbraO presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, ativou o Plano Municipal de Emergência, pelas 19h40 de hoje, devido a um incêndio florestal que lavra com intensidade na zona de Lamarosa.

"Há suspeitas de que haja atuação criminosa", vincou a autarca, considerando que o próprio combate ao fogo foi mais complicado face à necessidade de dispersão dos meios para combater focos de incêndio que iam surgindo "em vários pontos do concelho".

"Registámos desde zero horas de hoje um total de 200 ocorrências de incêndios florestais", adiantou a porta-voz da Proteção Civil, dando conta de que, só entre as 15h e as 16h, houve registo de 25 novos fogos, entre as 16h e as 17h outros 25, e entre as 17h e as 18h, mais 23 fogos florestais, num fim de semana em que as temperaturas máximas chegaram em vários distritos perto dos 40 graus. Também a A8 foi cortada no nó de Torres Vedras, na saída norte, mas já foi reaberta. A situação já foi entretanto resolvida.

Mais de 300 operacionais estão a combater dois incêndios no concelho de Cantanhede, um dos quais se estendeu ao concelho de Coimbra provocando o corte da autoestrada A14 e da Estrada Nacional (EN) 111 que ligam à Figueira da Foz. Em causa está o reacendimento do fogo em Cantanhede, que aconteceu por volta das 15 horas.

De acordo com a página na Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, consultada pela Lusa cerca das 18h15, estão esta tarde em curso 28 incêndios rurais, que mobilizam 2.045 operacionais, apoiados por 574 veículos e 24 meios aéreos.

Quase 600 militares e 116 viaturas estão também a ajudar no combate aos incêndios, em missões de apoio à Proteção Civil, Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e diversos municípios, anunciou o Exército.

Edition: