Distribuição de lucro do FGTS é medida na direção correta

O valor corresponde a metade dos R$ 14,6 bilhões somados no ano.

Para Occhi, a medida é inédita e representa "uma grande vitória dos trabalhadores". No site, o cidadão poderá conferir o valor depositado na conta.

Estudo realizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, que estima o impacto na economia dos recursos liberados pelo FGTS, observou que no período houve redução da inadimplência, diminuição do endividamento e do comprometimento de renda, além de aumento da confiança do consumidor e do comércio. O critério para o crédito é ter saldo nas contas do FGTS em 31 de dezembro de 2016. A medida liberou R$ 44 bilhões na economia e beneficiou 26 milhões de trabalhadores.

O anúncio da distribuição já havia sido feito pela primeira vez próprio Temer na terça-feira (8), durante evento em São Paulo. Em todas as contas, os valores devem ser creditados até o dia 31 de agosto.

De acordo com o presidente, a partilha dos lucros para a conta dos trabalhadores será repetida no ano que vem. Essa regra se repetirá na distribuição do lucro nos próximos anos.

"A remuneração não fará parte da multa rescisória, é uma medida que pensa no empregador, que não onera o empregador". O presidente da Caixa participa de solenidade no Palácio do Planalto para falar sobre a distribuição do lucro do FGTS. A distribuição do lucro do fundo com o trabalhador foi anunciada no fim de 2016. Também estão presentes o presidente Michel Temer e outros ministros.

O Ministério do Planejamento divulgou nota no início da tarde de ontem (9) em que informa que a liberação dos recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deve gerar contribuição positiva de 0,61 ponto porcentual no Produto Interno Bruto (PIB) deste ano.

Em seu discurso, Dyogo disse que a decisão do governo de distribuir os lucros do FGTS é mais uma das diversas medidas adotadas para a retomada do crescimento do país e em beneficio da população.

Edition: