Vaticano diz que carta enviada a casal gay é resposta ''geral''

ReproduçãoSímbolo do rompimento com o conservadorismo da Igreja Católica, o Papa Francisco supreendeu a militância LGBT nesta segunda-feira (7/8) após desejar felicidades para a família do líder do grupo Dignidade, Toni Reis, e o seu marido, David Harraf, após resolverem adotar três crianças e batizá-las em abril deste ano.

Após o batizado de Jéssica, Felipe e Alyson, Toni, que é secretário de Educação ABGLT e Diretor Executivo do Grupo Dignidade, que luta pelos direitos LGBT em Curitiba, enviou uma carta ao Papa comunicando o batizado das três crianças.

A família então recebeu uma carta assinada pelo assessor do vaticano, Monsenhor Paolo Borgia, com a foto e assinatura do Papa Francisco. "Receber uma carta do Vaticano com selo, fotografia autografada do papa é a glória!", disse Reis em entrevista por telefone à AFP. Entretanto, só foi aberta pelo casal na última sexta-feira (4).

- Significa um grande avanõ em uma instituição que queimava os gays durante a inquisição e agora nos manda um ofício felicitando a nossa família. "Estou muito feliz, já posso morrer tranquilo", acrescentou.

Reis, de 53 anos, e o inglês David Harrad, de 59, estão juntos há 27 anos. O primeiro filho deles, Allyson, 16 anos, passou a morar com o casal em 2012.

Edition: