Santos reconhece que errou ao acusar repórter

Porém, essas imagens jamais foram reveladas.

Modesto Roma Júnior, presidente do Santos, foi condenado a uma pena de 120 dias de suspensão e multa de R$ 100 mil pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira.

- Modesto era para estar fora do futebol. No dia seguinte ao jogo, vencido pelos santistas por 4 a 2, pelo Campeonato Brasileiro, o clube paulista enviou carta à CBF, dizendo ter provas de que o repórter Eric Faria, da Rede Globo, avisara ao quarto árbitro que a TV mostrara que não houve o pênalti de Réver em Bruno Henrique. Tem demonstrado, pelo seu histórico, que não tem condição de comandar um clube.

Durante a suspensão de 120 dias, Modesto não pode realizar qualquer ato como presidente da entidade. O clube apurou o caso e chegou a essa conclusão, por isso não pediu a impugnação da partida - afirmou o advogado do Santos, Márcio Andraus.

Santos e Flamengo fizeram no último dia 26 de julho o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. O time rubro-negro triunfou na parrida de ida por 2 a 0. Tanto o árbitro quanto o repórter negaram as acusações.

Edition: