Governo deve rever meta fiscal de 2017 e 2018 — Não há escapatória

Segundo o jornal Folha de São Paulo e o jornalista João Borges, do G1, a decisão teria sido tomada, nesta quarta-feira (09), em uma reunião entre os ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento) e o presidente Michel Temer.

A expectativa é que o governo proponha elevar o teto para o rombo das contas públicas, que atualmente é de R$ 139 bilhões.

Caso seja aprovada, a mudança deve ser anunciada ainda nesta quinta-feira.

A dificuldade em atingir a meta fiscal está relacionada com o baixo nível de atividade da economia, que ainda recupera-se de um cenário recessivo. Recentemente, também anunciou o aumento da tributação sobre os combustíveis e o bloqueio de R$ 5,9 bilhões em gastos no orçamento de 2017.

Isso depois de Temer ter torrado nada menos que cerca de R$ 14 bilhões em emendas parlamentares e favores aos deputados federais para se safar de denúncia de corrupção na Câmara. Esse esforço, porém, não será suficiente para cumprir a meta.

Edition: