Custo da construção civil cresce 0,58% em julho, diz IBGE

Nesta quarta-feira (9) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ) apresentou o Índice Nacional da Construção Civil ( Sinap ). Foi a maior taxa do ano. O indicador tem alta de 4,25% no acumulado de 12 meses, acima dos 3,86% registrados até junho. Os números são do IBGE e foram apresentados hoje.

Se em junho o custo do metro quadrado custava em média R$ 1.046,68, no mês de julho, o preço foi para R$ 1.052,75.

Na comparação anual de julho - 2016 e 2017 - o segundo semestre começou com alta de 0,28% nas parcelas de materiais, enquanto que no ano passado, a variação foi negativa, de 0,11%. Já a parcela da mão de obra, com diversos estados apresentando reajuste salarial, subiu para 0,90%, taxa superior à do mês anterior, que foi de 0,78%.

O reajuste também impactou os estados do Mato Grosso do Sul e do Rio Grande do Sul que tiveram a segunda e a terceira maior alta do País, com as variações respectivas de 2,14% e 1,85%.

Conforme as regiões brasileiras, o custo da construção do metro quadrado ficou em R$ 1.053,04 no Norte; R$ 973,50 no Nordeste; R$ 1.103,17 no Sudeste; R$ 1.097,55 no Sul; e R$ 1.053,77 no Centro-Oeste. Nas demais regiões os resultados foram: 0,12% (Nordeste), 0,92% (Sudeste) e 0,23% (Centro-Oeste).

Os dados do Sinapi (Índice Nacional da Construção Civil) indicam que o resultado foi influenciado pelos reajustes salariais por acordo coletivo e pela alta no custo dos materiais.

Em Santa Catarina, o valor é bem próximo à média praticada no Rio de Janeiro: R$ 1.183.

Edition: