Polícia condenado por usar helicóptero para filmar casais a fazer sexo

Um agente da polícia de South Yorkshire, no Reino Unido, foi condenado a um ano de prisão depois de terem sido divulgadas imagens captadas por si, a bordo de um helicóptero daquela força policial, que mostram vários casais em cenas de sexo.

O tribunal de Sheffield condenou a um ano de prisão um agente "obcecado por sexo", que utilizou o helicóptero da corporação para "espiar e gravar pessoas nuas a partir de uma altura de 300 metros", revela a BBC.

"Em resumo, usou um helicóptero de dois milhões de libras [cerca de 2,2 milhões de euros] que custa cerca de 1000 dólares [800 euros] por hora para funcionar para satisfazer as suas próprias curiosidades sexuais quando deveria estar a detetar crimes", continuou o juiz. "Foram ações invasivas e ofensivas,", considerou o juiz Peter Kelson. Em vez de impedir o crime, estava a cometê-lo.

Um comunicado de uma das mulheres filmadas foi lido em tribunal. "É nojento, só soube depois de ver as imagens".

Pogmore estava acusado de má conduta num cargo público e, em tribunal, reconheceu ser culpado.

Dois outros agentes da polícia e dois pilotos que faziam parte da equipa da patrulha de helicóptero da polícia de South Yorkshire foram ilibados durante o julgamento, já que disseram não terem percebido a intenção de Pogmore. "Se não posso confiar na polícia, vou confiar em quem?", questionou uma das vítimas.

Edition: