Mídia: Coreia do Norte tem capacidade para disparar míssil com ogiva nuclear

Esta capacidade marcaria um importante passo adiante da Coreia do Norte, que se converteria assim em uma potência nuclear, segundo o jornal, que se inteirou de que a Agência de Inteligência e Defesa (DIA) completou o relatório no mês passado. Em pelo menos duas ocasiões, em maio de 2015 e em março de 2016, o governo de Kim Jong-un chegou a anunciar que conseguira reduzir uma ogiva nuclear, mas a informação nunca foi confirmada por fontes externas.

"Desde o ano passado em particular, o Norte, que realizou dois testes nucleares e disparou mais de 20 mísseis balísticos, representa um novo grau de ameaça", destaca o ministro da Defesa, Itsunori Onodera, na introdução do livro de orientação estratégica.

Segundo o livro branco, o desenvolvimento de armas nucleares do Norte progrediu consideravelmente ao ponto de que ela pode ter adquirido a habilidade de construir ogivas miniaturizadas. A publicação afirma que a Coreia do Norte já é capaz de acoplar uma ogiva nuclear em seus mísseis, inclusive nos seus mísseis balísticos intercontinentais - que podem atingir os EUA. Porém, a comunidade científica mostrou grandes dúvidas quanto à veracidade do aparelho apresentado.

Ainda não se sabe se o regime testou com sucesso a nova tecnologia. Porém, alguns analistas diziam que a Coreia do Norte já teria conseguido desenvolver armas nucleares suficientemente adaptadas para serem transportadas por mísseis de curto e médio alcance.

A tensão entre a Coreia do Norte e os EUA tem vindo a aumentar recentemente, o que faz supor que os cidadãos norte-americanos tenham conhecimento sobre o conflito e a localização do país inimigo... mas uma experiência do apresentador Jimmy Kimmel provou precisamente o que já deve estar à espera: os conhecimentos de geografia dos americanos não são muito profundos.

Edition: