Brasil estreia com vitória no Sul-Americano de Vôlei

O Brasil estreou com uma vitória tranquila de 3-0 sobre o Paraguai no Campeonato Sul-Americano de Vôlei masculino, disputado no Chile, que garante o campeão no Mundial de 2018. As parciais foram 25/4, 25/14 e 25/10. Após o vice-campeonato da Liga Mundial em junho, Renan Dal Zotto vai em busca do seu primeiro título no comando da seleção. O Brasil é o favorito absoluto ao título. Nesta segunda-feira, começaram o jogo o levantador Raphael, o oposto Renan, os centrais Isac e Otávio, os ponteiros Douglas e Rodriguinho e o líbero Thales. A formação foi mais que suficiente para o Brasil deslanchar logo de cara. No primeiro tempo técnico, a equipe de Renan tinha 8/1. O massacre impediu qualquer análise técnica do rendimento brasileiro, e o set foi vencido por 25/4. Renan marcou mais um para o Brasil depois de uma bola bastante disputada. Com uma parcial mais equilibrada do que a primeira, o Paraguai chegou a 13/19.

O terceiro e último set foi uma mescla dos dois primeiros. No saque do oposto brasileiro, o placar foi a 10/1 e o Paraguai pediu tempo. O Brasil seguiu forte e a parcial foi logo encerrada em 25/10.

Basta olhar para Renan Dal Zotto para ver que o brilhante atacante da "Geração de Prata" é também um técnico que preza pelo discurso comedido. Com o resultado, a equipe lidera a chave A com duas vitórias. "Tem tudo para ser um jogo equilibrado", concluiu Renan.

Será que dá para acreditar? Se na primeira partida, diante do grágil Paraguai, a seleção usou a equipe reserva, desta vez os titulares estiveram em quadra e rapidamente resolveram a parada diante da Venezuela.

Nesta terça-feira, o Brasil enfrentará a Venezuela. Jogamos com atletas que vinham atuando menos. Para nós, o Sul-Americano tem uma importância grande. Renan colocou três pontos de vantagem para o time verde e amarelo em 7/4.

O Brasil integra o Grupo A, com Colômbia, Venezuela e Paraguai.

Brasil e Argentina fizeram as seis últimas finais do Sul-Americano, com seis títulos brasileiros. Mas os veteranos do vôlei sabem: a atual edição, no Chile, representa uma real chance de título para a seleção argentina, comandada pelo gênio Julio Velasco, mais um digno representante da incrível capacidade intelectual dos vizinhos. É fato. Os argentinos têm alguns dos melhores técnicos do mundo, seja qual for a modalidade.

Edition: