Homens saqueiam carga de caminhão dos Correios no Rio de Janeiro

Também neste sábado, o Disque Denúncia lançou um cartaz com fotos de criminosos que atuam no Complexo do Lins. Por causa da operação integrada das forças de segurança, a avenida Grajaú-Jacarepaguá está fechada para o trânsito de veículos nos dois sentidos. Um deles, identificado como Jefferson Abilio da Silva Cavalcante, de 19 anos, foi atingido, por volta das 6h30m, no braço direito e no tórax, no Morro São João, no Engenho Novo.

Foram apreendidas três pistolas, duas granadas e quatro radiotransmissores durante a ação, que busca combater o roubo de cargas no estado. Segundo o secretário estadual de Segurança, Roberto Sá, até as 13h, nove pessoas haviam sido presas e dois menores apreendidos. Os feridos foram levados para o Hospital Salgado Filho, onde o policial militar que morreu chegou a ser socorrido, mas não resistiu. A megaoperação foi concentrada nos Complexos do Lins e Camarista Méier, além do morro São João, no Engenho Novo, na zona norte, e Covanca, na Praça Seca, em Jacarepaguá, zona oeste da cidade. A carga foi roubada de um caminhão do Correios. Os acessos à via foram liberados por volta das 18h. Eles estavam levando dois suspeitos para a Cidade Polícia, no Jacaré, quando bateram num ônibus na Rua José Domingues, no Encantado.

Onerat, em latim, significa "carga".

A Polícia Civil mobilizou 330 agentes e 30 delegados, e a Polícia Militar, 574 agentes. Além das unidades operacionais convencionais, participaram o Batalhão de Operações Policiais Especiais, o Batalhão de Ações com Cães e o Batalhão de Polícia de Choque. Os policiais contam com apoio de 3.600 homens das Forças Armadas. A Força Nacional de Segurança contou com 256 homens e 66 viaturas. "Estamos empenhados com a nossa capacidade máxima em colaborar com o Estado do Rio de Janeiro, com a Secretaria de Segurança Pública", destacou o secretário nacional de segurança, o general Carlos Alberto Santos Cruz.

Edition: