Cesta básica está mais cara em 13 capitais

Segundo o órgão, oito produtos apresentaram queda e quatro tiveram alta.

A cesta básica mais cara do país foi a de Porto Alegre, com preço médio de R$ 453,56, seguida por São Paulo (R$445,83). As maiores variações registradas foram o tomate (27,79%) e a banana (3,94%). Agora, Manaus passou a ocupar a 23ª colocação.

O macapaense que foi ao supermercado em julho sentiu a diferença no valor da cesta básica, que fechou o mês custando 1,47% a menos em relação ao mês anterior.

De janeiro a julho, gasto com a cesta básica acumula queda de -6,34%. Em junho de 2017, o piso mínimo necessário correspondeu a R$ 3.727,19, ou 3,98 vezes o mínimo vigente.

Esse valor equivale a aproximadamente 1,16 vezes o salário mínimo bruto, fixado pelo governo federal em R$ 937,00. Os preços caíram em 14 localidades e aumentaram em 13, segundo dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Dieese. A queda mais expressiva foi em Recife (-3,26%) e o maior aumento, em Belo Horizonte (2,35%). Os menores valores médios foram observados em Rio Branco (R$ 332,06) e Salvador (R$ 357,28).

Edition: