Guterres apela ao diálogo político na Venezuela

O dirigente informou ter tomado conhecimento da decisão do Judiciário de revogar os mandados de prisão dos líderes da oposição Leopoldo López e Antonio Ledezma, detidos ontem por forças de segurança.

Guterres apela a um esforço, por parte do governo de Caracas e da oposição, para travarem a escalada de tensão e violência no país.

"Neste momento chave para o futuro do país, o secretário geral alerta todos os venezuelanos a fazer todos os esforços possíveis para reduzir as tensões, impedir mais violência e mortes e encontrar vias para o diálogo político", disse seu porta-voz, Stéphane Dujarric, na conferência de imprensa diária.

Guterres também acredita "que é urgentemente necessária a negociação política entre o Governo e a oposição".

Guterres, segundo Dujarric, "está convencido de que a única saída é uma solução política".

Dujarric não fez mais comentários sobre estas detenções, apesar de o comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Hussein, ter pedido a "libertação imediata" dos dois homens e a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, ter dito que o governo do Presidente Nicolás Maduro "perdeu toda a sua legitimidade".

Edition: