Campeonato Brasileiro: Palmeiras vence o Vitória; confira a classificação

Mais uma vez, o Vitória não conseguiu jogar bem e de virada, foi goleado pelo Palmeiras, na Allianz Arena por 4 a 2, seguindo firme na zona do rebaixamento da Série A. Mesmo saindo na frente, e sendo prejudicado pela arbitragem no lance do primeiro gol do time paulista, o rubro-negro não teve poder de reação, se tornando presa fácil do alviverde, que venceu sem dificuldades. O cenário era de pressão após a derrota para o Corinthians e uma sequência de três resultados negativos culminarem em um protesto de torcedores da principal organizada do clube, sábado, na porta da Academia de Futebol.

Ainda segundo o atleta, escolhido para ocupar a vaga do capitão Willian Farias, que é desfalque para a partida, o mais importante, neste momento, é manter a união do grupo para que o Leão deixe o Z4 do Brasileirão. Quem levou a melhor foi o Verdão, com triunfo por 4 a 2. No início, Guerra, que costuma atuar mais centralizado, caía pela direita, enquanto Dudu ficava solto. Róger Guedes converteu e recolocou o Verdão no jogo. O time estava trocando passes e buscando furar a retranca do Vitória.

O Vitória saiu na frente, com Uillian Corrêa, aos nove minutos. A pressão só aumentou! O time de casa continuou pressionando, mas sem muita objetividade, com excessivas jogadas aéreas. Duas advertências claras de que era preciso se impor em casa. O meia cruzou na área e encontrou o camisa 7, que acertou o canto direito de Fernando Miguel e marcou o seu segundo no jogo, quarto da equipe.

A partida ficou marcada por um pênalti bastante duvidoso que resultou no gol de empate do Palmeiras.

Ter sofrido o empate por um equívoco do juiz abalou a equipe treinada por Gallo. Dez minutos depois, Dudu conseguiu virar.

Na segunda etapa, o Verdão voltou com maior ímpeto ofensivo. Deixando de lado o 4-2-3-1, o treinador optou pelo 4-2-2-2, com Róger Guedes posicionado ao lado de Willian, e Dudu na mesma linha de Guerra no meio-campo, dois para cada lado.

Aos 31, o Palmeiras chegou ao quarto gol. Após cruzamento da direita, Wallace subiu mais que todo mundo e mandou no travessão de Fernando Prass.

Aos 22 minutos, Cuca promoveu a primeira alteração no Verdão: Guerra deu lugar a Michel Bastos.

Com 4 a 1, o Verdão deu uma relaxada natural e abriu muito campo para o Vitória tentar diminuir o placar.

A fase de desequilíbrio durou mais de 20 minutos e foi marcada por passes errados, impaciência da torcida e contra-ataques perigosos da Vitória.

Tentando aproveitar o acerto de contas com a torcida alviverde, o atacante colombiano Borja quase deixou o dele.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Mina, Edu Dracena e Egídio; Felipe Melo (Zé Roberto, aos 30'/2ºT), Tchê Tchê e Guerra (Michel Bastos, aos 22'/2ºT); Róger Guedes, Dudu (Borja, aos 34'/2ºT) e Willian. O quinto gol não fez falta.

Edition: