Mano vê Cruzeiro pressionado e admite necessidade de vencer o Coritiba

O Coritiba deverá entrar em campo contra o Cruzeiro com: Wilson; Dodô (Léo), Werley, Márcio e W. Matheus; Jonas, Galdezani e T. Real; Henrique Almeida, Alecsandro e Rildo.

O meia-atacante chegou a negociar com o Coxa antes de se transferir para o Cruzeiro em 2016, mas uma dívida impediu que a transferência se concretizasse. E apesar do resultado negativo do time em campo, o jogador, em particular, agradou ao técnico Mano Menezes. Sabemos da importância dele para valorizar aquilo que estamos fazendo como atuação. A boa atuação é o caminho para a vitória, mas ela em si não resolve.

"O próximo jogo é contra o Coritiba na nossa casa, e nós precisamos voltar a vencer em casa. O Rafinha tem um carinho grande pelo Coritiba e o Coritiba por ele, mas, hoje, a gente não tem uma situação para trazê-lo", complementou ele. Até fizemos um jogo bem jogado contra o Grêmio, mas empatamos. Queremos jogar bem e ganhar, mas nem sempre é assim. O seguinte é contra o Palmeiras, um jogo decisivo pela Copa do Brasil. Na sequência, o time celeste encara o Atlético-MG, no domingo, no Independência, em clássico válido pelo Brasileirão.

Mano destacou que não falta esforço e dedicação do grupo celeste por resultados positivos. Nesta edição do Campeonato Brasileiro, a equipe tem três empates, dois empates e quatro derrotas, aproveitamento de 40%.

"Acho que a gente pode se incomodar quando não estamos nos comprometendo o suficiente pelo objetivo que é a vitória". E nossa equipe está se comprometendo, não tenho uma vírgula para reclamar, estão todos imbuídos em busca do objetivo. Devemos insistir, devemos persistir e afirmar as coisas que estamos fazendo bem. "É corrigir as coisas que precisamos melhorar que estaremos próximos de vencer", projetou.

Edition: