Johnny Depp faz piada com assassinato de Trump no Festival Glastonbury

"Peço desculpas pela brincadeira de mal gosto que fiz na noite de ontem sobre o presidente Donald Trump", não fui entendido como eu pretendia, foi um comentário sem maldade. "Só queria divertir as pessoas, não ferir ninguém", completou.

De acordo com a comunicação social britânica, Depp perguntou à audiência presente no festival: "Podem trazer Trump aqui?". Isso foi referência a John Wilkes Booth, o ator norte-americano que matou o mais famoso presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, em 1865, encerrando a trajetória de um ícone na história política do país. Quero esclarecer: não sou um ator. "Porém, já faz algum tempo que ocorreu o último assassinato, talvez tenha chegado o tempo", acrescentou. "Existem muitos lugares escuros, obscuros que ele poderia ir", comentou Depp quando perguntado sobre Trump. Isso vai estar na imprensa e vai ser horrível.

As declarações do ator foram condenadas pela Casa Branca. "O presidente [Donald] Trump condenou a violência sob todas as formas e é triste que outros, como Johnny Depp, não seguiram o seu caminho".

"Eu espero que alguns do colegas de Depp falem algo contra esse tipo de retórica".

"Monitorizamos activamente relatos de código aberto, incluindo as redes sociais, e avaliamos potenciais ameaças", referem numa nota à ABC News, considerando que, "por razões de segurança", não podem "discutir especificamente, nem em termos gerais, "os meios e métodos" como são executadas as suas "responsabilidades de protecção".

A questão provocou os gritos da assistência, pelo que o ator continuou: "Não perceberam!"

Mais recentemente, a humorista Kathy Griffin publicou uma foto na qual segura uma cabeça falsa de Trump, sugerindo uma decapitação do presidente.

Edition: