Cientistas testam vacina contra colesterol para prevenir doenças cardíacas

Pesquisadores da Universidade Médica de Viena vão avaliar a segurança do tratamento experimental em 72 voluntários.

Os ensaios clínicos estão a cargo de pesquisadores da Universidade Médica de Viena e pretendem tentar concluir se a vacina consegue reduzir as gorduras que bloqueiam as artérias e evitar que os doentes tenham que tomar diariamente comprimidos para minimizar o risco de ataques cardíacos.

Depois de testes bem-sucedidos com ratos, uma vacina que reduz o colesterol vai ser testada em humanos.

É a primeira demonstração de que é possível imunizar camundongos geneticamente modificados com uma molécula que leva o corpo a produzir anticorpos contra uma enzima chamada PCSK9, relacionada à liberação no sangue de lipoproteínas de baixa densidade (o colesterol "ruim", ou LDL).

Estes especialistas apontam que, ainda que a vacina fique disponível - possivelmente dentro de seis anos -, não deverá ser considerada uma desculpa para deixar de fazer exercício físico ou para consumir alimentos com alto teor de gordura.

De acordo com os peritos, citados pela agência EFE, o tratamento experimentado nos ratos reduziu em 50% o colesterol LDL por um período de 12 meses e demonstrou proteger contra o acúmulo de depósitos de gordura nas artérias. "Mas reduzir o colesterol diminui o risco de doenças do coração, então isso confirma a importância de um estilo de vida saudável para todos, e de medicamentos como estatinas para algumas pessoas", comentou Tim Chico, cardiologista da Universidade de Sheffield.

Edition: