PF busca joias de Cabral na casa da cunhada

Agentes da Polícia Federal fazem buscas na manhã desta sexta-feira (23) em apartamentos de pessoas ligadas à Adriana Anselmo, mulher do ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral, na zona sul do Rio de Janeiro. As informações são do G1. A ação é um aprofundamento da Lava Jato no estado para realizar buscas complementares. Eles foram a um prédio onde mora a ex-governanta de Adriana e na casa da irmã da ex-primeira-dama, Nusia Ancelmo. Todas teriam sido compradas com dinheiro da corrupção. "O cometimento de crime de lavagem de dinheiro com a compra de joias já foi objeto de duas outras denúncias oferecidas em decorrência das denominadas operações Calicute e Eficiência", afirma a força-tarefa. Só um dos brincos custava R$ 1,8 milhão.

O governador Luiz Fernando Pezão, que estava arrolado para depor como testemunha de defesa de Cabral, na próxima quarta-feira (21), desistiu de comparecer, o que foi aceito por Bretas. A irmã de Adriana Ancelmo tinha o salário bruto de R$ 17,2 mil. Ela pediu exoneração em dezembro do ano passado.

A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) é de que o dinheiro lavado veio de propina obtida junto a empreiteiras para que elas ganhassem contratos de obras no Rio entre os anos de 2007 e 2014. Cerca de R$ 11 milhões foram gastos na compra dos bens de luxo. Esta foi a primeira condenação do ex-governador. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.

Atenção! Os comentários do site são via Facebook!

Edition: