Pressionado, Roger lamenta rendimento ruim do Atlético-MG como mandante

Antes "caldeirão" do clube mineiro, o estádio se tornou sinônimo de decepção neste Campeonato Brasileiro, e o mais novo episódio desta dura caminha da equipe em casa aconteceu nesta quarta-feira, com o empate por 2 a 2 diante do Sport, pela décima rodada.

Além disso, essa sequência ruim deixa o time próximo da zona de rebaixamento do Brasileirão, em 16º lugar, com dez pontos. Promoveu apenas uma. Bem significativa, entretanto.

Buscando melhorar o desempenho ofensivo, o técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu tirar Everton Felipe para colocar o atacante Lenis. Substituição surpreendente para um Sport que jogaria fora de casa. Cazares até chegou a marcar, mas estava impedido.

Passados mais alguns minutos, o jogo se equilibrou, mas de forma que nenhum goleiro mais era incomodado, e o placar ficou sem mudança.

A equipe pernambucana não sofria nenhuma pressão dos mandantes. Aos 16, após jogada de André, o Sport foi premiado. Osvaldo abriu a contagem. Mas a bola tocou em Felipe Santana e matou Victor, que já havia caído para o canto. A defesa voltou a parar ao ter uma falta cobrada para dentro da área. Pouco depois, porém, o Atlético chegou à igualdade com 21 minutos de bola rolando: Cazares cobrou falta e Felipe Santana desviou de cabeça para empatar.

Mesmo com o gol, o Galo não se sobrepôs, que só virou o placar graças a erros pontuais do Leão. O árbitro observou bem e marcou a penalidade, cobrada meia com muita qualidade para delírio da torcida rubro-negra. Assim pensa Diego Souza. Fred fez o que Rithely não fez, logo em seguida.

E a virada sairia ainda na primeira etapa, mais uma vez com assistência de Cazares, aos 39. Ronaldo Alves não o acompanhou. Mais consistente na defesa. O avante lamentou um pênalti não marcado no segundo tempo do duelo.

Aos 17 minutos, Diego Souza saiu na cara de Victor e, ao tentar o drible, foi derrubado pelo goleiro. Cara a cara com Victor, o colombiano perdeu a chance. Com volante Thallyson no posto de André, o time de Luxa se segurou até o fim.

Alex Silva, Leonardo Silva, Felipe Santana e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias (Otero, min 66), Ralph (Roger Bernardo, intervalo), Cazares e Robinho (Luan, min 61); Fred.

Local: Arena Independênica, Belo Horizonte Data-hora: 21/6/2017 - 21h45 Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO) Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (FIFA-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO) Público: Não disponível. Além de não ter conquistado os três pontos, outro fato que preocupa é o Atlético reabilitar um adversário que está brigando pelas últimas posições.

Edition: