Avaí comete falhas, é atropelado pelo Fluminense e segue na lanterna

Na próxima rodada, o Fluminense volta a campo para enfrentar o São Paulo, no domingo (25 de junho), no Morumbi, de olho na manutenção do sexto lugar, que dá vaga na próxima Conmebol Libertadores Bridgestone. Com 14 pontos, a equipe de Abel Braga está na disputa pelo G6. O Avaí, por sua vez, buscará a recuperação no Rio de Janeiro. Já o Avaí visitará o Botafogo na segunda, às 20 horas, no estádio Nilton Santos. Fluminense, que "ganhou" mais duas baixas na semana -Wendel e Lucas -, não se encontrou nos primeiros minutos. O confronto foi se arrastando sem grande emoção em Florianópolis.

Do outro lado, o Avaí fez jus à condição de lanterna e dono do pior ataque do Campeonato Brasileiro. Quando a bola foi recuada para Kozlinski, Henrique Dourado fez uma pressão, o goleiro se atrapalhou todo e perdeu a posse. Com tranquilidade, o atacante limpou o lance abriu o placar: 1 a 0.

Com o gol marcado, Ceifador se isolou ainda mais na artilharia da competição. Cinco minutos depois, Scarpa cobrou escanteio, Maicon subiu para tentar cortar e acabou marcando contra. Cinco minutos depois, Cazares levantou a bola na área e Felipe Santana, bem posicionado, tocou para o gol de cabeça e deixou tudo igual. O Tricolor Carioca aproveitou as lambanças do goleiro Maurício Kozlinski e do experiente lateral Maicon para aplicar um contundente 3 a 0 no Leão pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, nenhuma das equipes voltou a balançar as redes. Apesar das brechas generosas, o terceiro gol veio após uma bomba de Mascarenhas, que encobriu o goleiro do Avaí. Vilões na etapa inicial, Maicon e Kozlinski deram suas colaborações. Aos 14 minutos, Mascarenhas arrematou de longe, a bola desviou em Maicon e entrou no fundo do gol: 3 a 0. O campo estava aberto para os contra-ataques, mas o Flu pecou nas finalizações. A partir daí, o jogo caiu de ritmo. Para o Tricolor, além da vitória, foi importante o reencontro com o bom futebol característico de 2017, apesar dos vários problemas que Abel teve para escalar o time.

AVAÍ Mauricio Kozlinski, Maicon (Leandro Silva), Betão, Gustavo e Capa; Luan, Judson (Pedro Castro), Marquinhos (Willians) e Juan; Romulo e Joel.

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (SC).

CARTÕES AMARELOS - Judson (Avaí); Mateus Norton (Fluminense).

FLUMINENSE - Júlio César; Renato, Reginaldo, Henrique e Mascarenhas (Léo); Matheus Norton, Orejuela e Gustavo Scarpa; Marcos Calazans (Lucas Fernandes), Henrique Dourado (Marquinho) e Richarlison.

Edition: