Situação em Góis é grave e pode passar a ser gravíssima

Cortes de Alvares, Fonte dos Sapos, Esteriana, Mega Fundeira e Mega Cimeira são as povoações isoladas da freguesia de Alvares, na zona de fronteira dos municípios de Góis e de Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, e de Pedrógão Grande e de Castanheira de Pera (distrito de Leiria), ameaçadas pelo incêndio, disse a presidente da Câmara de Góis.

"Atenta aos recentes acontecimentos que têm assolado o distrito de Coimbra, a Comissão Distrital de Proteção Civil de Coimbra, na qualidade de órgão de coordenação em matéria de proteção civil", tomou esta decisão durante uma reunião extraordinária, refere, em comunicado.

O incêndio, que eclodiu no sábado, causou a morte de pelo menos 64 pessoas e 135 feridos, alguns em estado grave. O incêndio no local mobiliza 1209 bombeiros, apoiados por 405 meios terrestres e 14 meios aéreos.

Em Góis, cerca de 30 pessoas que habitam na aldeia de Cadafaz foram evacuadas no início da manhã pela Guarda Nacional Republicana (GNR), devido à aproximação de uma frente de fogo, noticiou a RTP.

16h21 - O Plano de Emergência Municipal foi ativado às 14h00 desta terça-feira, devido ao incêndio que lavra desde sábado à tarde no concelho. Em Pedrógão as autoridades evacuaram 13 aldeias.

A mesma fonte adiantou que "há informações de que o fogo está a chegar perto de casas", mas não deu mais informações.

Um Canadair proveniente de Marrocos chega hoje a Portugal para ajudar no combate aos incêndios.

"Estão a evacuar as aldeias Velha, de Candosa e de Carvalhal do Sapo", referiu.

13h56 - O comandante operacional da Proteção Civil, Vitor Vaz Pinto, disse hoje que o incêndio de Góis "é preocupante", uma vez que está a lavrar com grande intensidade, informação corroborada pela ministra da Administração Interna.

A responsável disse ainda que 56 idosos tiveram de ser retirados do lar que frequentam em Cabreira.

"Esperemos que o fogo não chegue até estas localidades, mas, na eventualidade de chegar, recebemos instruções do Comando [Distrital de Operações de Socorro - CDOS] para se proceder à evacuação", afirmou. Durante a madrugada, por volta das 04h00, a aldeia de Braçal, no concelho de Pampilhosa da Serra, teve de ser evacuada "por precaução", retirando 15 pessoas daquela localidade, acrescentou fonte do CDOS de Coimbra.

Edition: