Incêndio "de grande intensidade" causa preocupação em Leiria

Jorge Gomes disse aos jornalistas que as vítimas, todas civis, foram apanhadas pelas chamas quando circulavam por estradas, à exceção de três que foram atingidas por uma nuvem de fumo junto ao cemitério de Figueiró dos Vinhos.

Saíram esta noite 10 veículos e 35 elementos de seis corporações de bombeiros do concelho de Sintra para o incêndio de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, que já fez 19 vítimas mortais.

Segundo a SIC Notícias, o Presidente da República está a caminho de Pedrógão Grande para se inteirar da situação. O fogo começou nos Escalos Fundeiros, no norte do distrito, e já obrigou ao corte do Itinerário Complementar 8, bastante a sul do início do incêndio.

As altas temperaturas e o vento dificultam os trabalhos para a extinção do incêndio, destacou o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, antes de precisar que "não há falta nem de capacidade, nem de resposta" ante desafios destas características.

Segundo os dados em tempo real da Proteção Civil, mais de 550 bombeiros têm estado a combater as chamas em Pedrógão Grande, apoiados por 181 viaturas.

O autarca defende que o número de bombeiros a combater as chamas é "insuficiente". "Estamos a tentar evacuar aldeias completamente cercadas", sublinhou à Lusa.

Ao menos 25 pessoas morreram em um incêndio florestal neste sábado no município de Pedrógão Grande, no centro de Portugal. O fogo tem quatro frentes ativas, sendo três muito fortes. Pelas 15h20, de acordo com o site da Autoridade Nacional de Protecção Civil, 82 operacionais combatiam um dos incêndios, auxiliados por 26 viaturas.

Edition: